Parede com umidade e infiltração. Como resolver?

Essa não é uma situação incomum: na hora de reformar um imóvel, você se depara com uma parede com umidade e infiltração. Aliás, não apenas paredes, mas também teto, rodapés e até mesmo o alicerce do imóvel podem ser atingidos pela umidade.

Quando isso acontece, é preciso cuidar para que o problema seja resolvido de vez e os moradores do imóvel não voltem a ter problemas. Umidade e infiltração podem causar mofos e até mesmo comprometer a segurança do imóvel. Uma parede com mofo pode gerar problemas respiratórios, alergia e intoxicações. Portanto, esse é um assunto sério.

Quer saber como resolver o problema de uma parede com umidade e infiltração? Veja estas dicas práticas!

Descubra a causa da parede com umidade

Antes de consertar a parede com umidade, você terá que identificar a origem da umidade para tratar a raiz do problema. Algumas das causas mais comuns são:

  • Lajes que não foram impermeabilizadas corretamente;

  • Impermeabilização da fundação e do piso malfeita ou inexistente;

  • Vazamento em calhas;

  • Telhas quebradas;

  • Locais onde a água da chuva consegue se acumular, como nos rodapés do lado externo;

  • Trincas e rachaduras do lado externo que possibilitam a passagem da água da chuva;

  • Paredes construídas na divisa;

  • Vazamento em tubulações.

Detectado o problema, é hora de corrigir e limpar a parede com mofo. Retire a tinta ou revestimento do local danificado, lixe o local e faça uma limpeza. Retirado o mofo, o local pode ser impermeabilizado para que ele não volte a aparecer.

parede com umidade e infiltração

Garanta a impermeabilização das áreas afetadas

Se for apenas uma telha quebrada ou uma calha danificada, a solução é mais simples. No geral, basta corrigir esse defeito o local já vai parar de ficar úmido. Porém, quando é causa é falta de impermeabilização, é preciso realizar um trabalho mais detalhado. Veja como impermeabilizar cada área!

Laje

A forma mais comum de impermeabilizar a laje é usando materiais como manta asfáltica, argamassa impermeável ou resina acrílica. A área precisa ser limpa e o material aplicado seguindo as instruções do fabricante. Cada fabricante geralmente indica se o material impermeabilizante é destinado a lajes com ou sem tráfego.

Antes de iniciar a aplicação também é importante fazer os devidos caimentos para que a água da chuva escoe e não fique acumulada em nenhum ponto da laje.

Fundação

A impermeabilização da fundação normalmente é feita com manta asfáltica aplicada em pelo menos duas demãos. Ela é feita em itens como vigas baldrames, radiers e sapatas para impedir que a água do solo chegue até as paredes e pisos.

É claro que o ideal é que a impermeabilização da fundação seja feita já durante a construção do imóvel como medida preventiva. Se ela não tiver sido feita corretamente, é necessário remover o piso, nivelar e fazer a aplicação da manta.

Parede

Paredes, especialmente as externas, podem ser impermeabilizadas usando cimento ou argamassas impermeáveis. Se a causa da parede com umidade forem fissuras e rachaduras, elas devem ser tratadas primeiro e cobertas com material selante.

Faça o acabamento

Por fim, depois de impermeabilizar a área, você precisa refazer o acabamento das áreas que foram danificadas pela umidade. Pode ser apenas com argamassa e tinta ou usando revestimentos.

Especialmente para as áreas externas e em ambientes molhados, como cozinha e banheiro, usar revestimentos como pedras, cerâmica ou porcelanatos pode ajudar na impermeabilização.

Como vimos, para tratar uma parede com umidade é preciso agir na raiz do problema. Uma solução superficial vai funcionar apenas temporariamente e não resolve o problema. Investigue a causa e garanta impermeabilização do local para que infiltrações e mofos não reapareçam.

E aí, gostou das dicas? Aproveite para curtir a página da Resdil no Facebook para ver outros conteúdos interessantes!

Deixe um comentário