artefatos em cimento

As Micro e Pequenas Empresas (MPEs) do segmento de artefatos de cimentos também devem entrar na rota da inovação para superar desafios impostos por um mercado cada vez mais competitivo.

Este segmento, que inclui empresas responsáveis pela fabricação de produtos como tubos de concreto para saneamento, pré-lajes, sacadas pré-fabricadas, mobiliário urbano, mourões, lajotas, telhas, dentre outras soluções paisagísticas, pertencem à cadeia produtiva da indústria de cimento. Genericamente, “artefato” de cimento remete aos produtos que não são produzidos na obra.

linha

A inovação é apontada pelo SEBRAE como elemento essencial para elevar o índice de sobrevivência das empresas que estão em fase de consolidação. Pequenas empresas devem buscar constantemente novas tecnologias para encontrar diferenciais competitivos e agregar valor em seus produtos. Segundo estudos do Sebrae, Fiep e SindusCon, esta visão é responsável pela elevação em 4% da sobrevivência das empresas que rompem a barreira de dois anos de existência.

Estes dois primeiros anos é essencial para que a empresa decole e ganhe musculatura. No entanto, a cultura da inovação deve prevalecer. A Resdil estará veiculando conteúdos nesta linha para enxergar o empreendedor deste setor.

Segundo levantamentos, grande parte do crescimento do segmento de artefatos de cimento se deve ao empreendedorismo do funcionário que vira empreiteiro. Este personagem abre uma empresa e a empresa inicia os serviços. O grande gargalo é a falta de organização e experiência em gestão. No entanto, o perfil deste empreendedor é de colocar a mão na massa. Se esta condição estiver aliada à inovação, com certeza os diferenciais e mercado tende a se ampliar.

resdil_caue_2

Deixe um comentário