Como preparar um cronograma de obras eficiente?

Quem trabalha no canteiro de obras conhece bem os problemas que o atraso na construção pode gerar. Insatisfação dos clientes, gastos extras e uma lista enorme de pendências a resolver. Para não passar por essa situação, o uso de um cronograma de obras é a melhor saída.

Apesar de conhecer a importância, muitos gestores de obras ainda não conseguem preparar e usar com eficiência o cronograma de obras. Se você também passa por essa situação, saiba que existe uma solução. Entenda agora mesmo por que e como preparar e usar um cronograma de obras!

Por que é importante ter um cronograma de obras?

Sem um cronograma a ser seguido, é fácil se perder em meio a tantas atividades que acontecem simultaneamente em um canteiro. Contratação de pessoal, aluguel de equipamentos, compras de materiais, treinamentos de segurança e tudo mais que precisa ser feito.

O cronograma de obras é importante para facilitar a sua vida de gestor: ao planejar tudo antecipadamente, você sabe o que precisa ser feito e quando tem que ser feito. Isso reduz a quantidade de imprevistos no seu dia a dia e garante mais tempo para focar na qualidade dos projetos e obras.

Como fazer um cronograma de obras eficiente?

Para começar, você deve decidir qual o formato será usado. Existem aplicativos e softwares criados especificamente para a construção civil, mas você também pode usar ferramentas padrões como Excel ou Project.

Aqui, é importante pensar que o cronograma será usado não apenas por você, gestor, mas também por mestre de obras e operadores, além do seu cliente. Escolha uma ferramenta que você sabe operar e coloque a mão na massa. Veja um passo a passo para criar um cronograma de obras eficiente!

Comece listando as atividades

Faça uma lista de todas as atividades que devem ser realizadas durante a construção. Uma ideia aqui é separar por etapa da obra como fundação, instalação de utilidades, acabamento etc. Dentro de cada etapa, faça uma lista mais detalhada de atividades.

Avalie o tempo de cada atividade e defina datas

Defina a sequência de atividades e faça uma estimativa do tempo necessário para a realização de cada uma delas. Verifique se existem atividades que podem ser feitas simultaneamente e se haverá pessoal disponível para isso.

Com base nessas estimativas, você pode criar o cronograma da obra no software que você escolheu. É importante ser realista para não prometer o que não pode ser cumprido e para criar um cronograma que realmente possa ser seguido. Do contrário, haverá desmotivação da equipe quanto ao cumprimento do cronograma.

Coloque uma margem para fatores condicionantes e imprevistos

Além de ser realista na estimativa de tempo necessário, você deve considerar ainda uma margem de segurança para fatores condicionantes e imprevistos. Se for construir em períodos chuvosos, a margem deve ser ainda maior.

Controle o cumprimento do cronograma

Criar o cronograma por si só já é um desafio, mas segui-lo pode ser ainda mais complicado. Para não errar, você deve ficar de olho em alguns pontos:

  • controle periodicamente a execução da obra e atualize o cronograma conforme as tarefas forem realizadas. Dependendo da duração da obra, esse controle pode ser feito diariamente, semanalmente ou, no máximo, mensalmente;
  • seja transparente e comunique à equipe os prazos para realização das tarefas;
  • mantenha o cronograma sempre à mão, impresso, no laptop ou no celular, para que você possa consultá-lo e atualizá-lo com frequência;
  • conte com fornecedores confiáveis, que priorizam a eficiência logística e não vão te deixar na mão.

Além de controlar, não se esqueça de avaliar seus resultados para identificar oportunidades de melhorias para os próximos cronogramas. Se você tiver um histórico do tempo gasto nas obras passadas, poderá fazer previsões cada vez mais realistas.

Crie formas de mostrar ao seu cliente a evolução da obra

Por fim, para não ter nenhuma situação desconfortável com o cliente e reclamações de que alguma etapa está demorando muito, lembre-se sempre de criar uma versão do cronograma que seja fácil para ele entender.

Pode ser um gráfico mostrando a evolução da obra, o cálculo do percentual executado, uma tabela de planejado e realizado etc. Enfim, use o cronograma de obras para mostrar que você é organizado e faz um bom trabalho de gestão da obra.

Como você viu, o cronograma de obras é uma ferramenta que ajuda o gestor a manter o controle de tudo que está sendo realizado e facilita o trabalho de acompanhamento pelos demais envolvidos na obra e pelo cliente. Não deixe de usar o cronograma de obras e de contar com bons parceiros para evitar atrasos nas suas construções!

Deixe um comentário