Escultura, paisagismo e arquitetura integradas para recriar paisagens bucólicas em ambientes degradados

Escultura, paisagismo e arquitetura integradas para recriar paisagens bucólicas em ambientes degradados

Imensas cachoeiras com águas cristalinas podem começar a ocupar o cenário urbano das cidades.

Este é um dos sonhos que o artista plástico Roberto Gallo está colocando em prática na construção de grandes cenários e monumentos em cimento.

O artista plástico Roberto Gallo produzindo painéis que contam histórias em alto relevo

O artista plástico Roberto Gallo produzindo painéis que contam histórias em alto relevo

História contada em alto relevo
Esta proposta tem o poder de recriar paisagens bucólicas e paradisíacas em ambientes antes degradados, integrando paisagismo e arquitetura.

Assim surgem jardins suspensos, cachoeiras e imensos painéis em cimento para ambientar praças e hotéis.

“Minha visão também é social. A transferência de tecnologia para a capacitação da mão de obra local é um compromisso dos projetos”, afirma Gallo.

Caraguatatuba foi a primeira cidade a investir nesta solução e abrir as portas para o artista para intervenções nas cidades que buscam inovação.

“Fechamos parceria com a Rede Mercados do Futuro que difunde os valores das cidades inteligentes e criativas. Assim podemos aliar a arte com tecnologia”, complementa o artista.

Arte com cimento, areia, ferro e blocos
O cimento é a matéria prima essencial para dar vida aos cenários e às paisagens.

O painel da Praça dos Camaroeiro, em Caraguá, é um exemplo de como é possível imortalizar a história da pesca artesanal, tradição caiçara do litoral norte.

Esta homenagem ao pescador de camarão é o legado que o prefeito Antônio Carlos Silva deixará para a cidade em forma de arte.

Roberto Gallo lembra também que uma das tendências é que as cidades construam pórticos temáticos associados às vocações econômicas, sociais e do turismo.

nossa missão levar mais verde e a força do elemento água mais pra perto da gente. Criar áreas de convívio social em ambientes antes degradados. Temos projetos em andamento tanto na área pública quanto particular. As possibilidades são imensas e o mercado está favorecendo na criação de obras feitas a partir de materiais comuns mas com tratamento nada convencional. O resultado tem sido bastante apreciado, eu diria com 100% de aceitação. A geração de novos recursos, emprego de mão de obra local, especialização de metodologias e técnicas, utilização de materiais simples como cimento areia, ferro e blocos, encontrados em quaisquer lojas de materiais de construção dos bairros beneficiados. Estamos incluindo o grafiteiro, o vendedor de garapas o chaveiro que tem sua banca na calçada, o morador do bairro que agora tem uma calçada pavimentada e bancos para se sentar e apreciar o movimento.

A missão destas obras é levar mais verde e a força do elemento água pra perto das pessoas. Criar áreas de convívio social em ambientes antes degradados. Estas soluções são aplicadas tanto na área pública quanto particular. As possibilidades são imensas e o mercado está favorecendo na criação de obras feitas a partir de materiais comuns mas com tratamento nada convencional. O resultado tem sido bastante apreciado, com 100% de aceitação. A geração de novos recursos, emprego de mão de obra local, especialização de metodologias e técnicas, utilização de materiais simples como cimento areia, ferro e blocos, encontrados em quaisquer lojas de materiais de construção dos bairros beneficiados. A proposta também inclui o grafiteiro, o vendedor de garapas o chaveiro que tem sua banca na calçada, o morador do bairro que agora tem uma calçada pavimentada e bancos para se sentar e apreciar o movimento.

Deixe um comentário