Automação residencial: entenda essa tendência!

O mercado da construção civil voltou a se aquecer no Brasil depois de tempos difíceis. As empresas do setor agora voltam a atenção para o futuro mais promissor e se preparam para sair na frente usando a tecnologia. Quem quer se destacar nesse mercado precisa ficar de olho em uma tendência: a automação residencial.

O uso da tecnologia vem crescendo nos empreendimentos imobiliários. O que antes parecia ficção científica já é realidade em muitas casas e pode mudar desde pequenos detalhes até pontos importantes da residência.

Que saber o que vem por aí com a automação residencial? A Resdil te conta!

O que é automação residencial?

É o uso da tecnologia e da conectividade para automatizar e melhorar diversos sistemas nas casas e apartamentos. A automação residencial pode ser usada para tarefas como controlar o acendimento e o desligamento das luzes ou programar o sistema hidráulico para controlar a quantidade de água utilizada e diminuir o consumo.

Algumas aplicações da automação residencial já são bem conhecidas do público, principalmente no que diz respeito aos sistemas de segurança que permitem controlar câmeras e sensores remotamente usando a internet. Outras, como os assistentes de voz, são novidade e devem ficar mais comuns com a popularização de tecnologias novas.

O que vem por aí com a automação residencial?

Com o aumento da conectividade de eletrodomésticos e outros itens presentes nas residências, a automação residencial promete afetar várias atividades rotineiras. Veja algumas das principais tendências!

Sistemas de segurança

Esse ainda é um dos usos mais comum para a automação residencial. Os sistemas de segurança automatizados permitem acompanhamento em tempo real do que está acontecendo nas casas pelo smartphone ou laptop de qualquer lugar.

Além de ter acesso remoto, a segurança ainda ganha outros reforços. Por exemplo, é possível contar com sensores que atuam de forma inteligente para detectar sons que fogem do padrão de normalidade do imóvel e emitem um alerta para o dono da casa. Reconhecimento facial e controles automatizados de iluminação também podem estar no pacote dos sistemas de segurança inteligentes.

Inteligência artificial e Internet das Coisas

E por falar em sistemas inteligentes, a inteligência artificial também está entre as tendências de automação residencial para você ficar de olho. Junto com a Internet das Coisas, ela deve revolucionar as casas nos próximos anos.

A Internet das Coisas, também chamada pelo seu nome em inglês Internet of Things ou simplesmente IoT, corresponde à chegada da conectividade a objetos comuns como eletrodomésticos, janelas e portas, entre outros. Inteligência artificial e IoT estão tornando possível, por exemplo:

  • Uso de assistentes pessoais como Alexa da Amazon para controlar itens como luzes e sons das casas;
  • Abertura ou fechamento de cortinas usando aplicativos no celular;
  • Detecção de hábitos dos moradores para adaptar o funcionamento dos eletrodomésticos à rotina das pessoas na casa visando a economia de energia. Por exemplo, uma geladeira pode se programar para resfriar menos durante a madrugada porque os moradores não costumam abri-la nesse período;
  • Controle de luzes, aparelhos de som e TV em vários cômodos usando o celular;
  • Programação de itens como máquina de café ou forno para preparar alimentos ou bebidas em determinado horário.

Bem-estar e saúde

Não apenas os aparelhos estão mais conectados ao restante da casa, como também as pessoas. A automação residencial também pode ser usada para otimizar o bem-estar usando controles de temperatura, umidade e ventilação de forma automática.

Além das medições feitas no próprio ambiente, os moradores podem usar pulseiras e relógios inteligentes que fazem medições de temperatura corporal e frequência cardíaca. Esses dados são usados para alimentar os sistemas automatizados e indicar se é preciso ajustar o ar-condicionado, o aquecimento ou ventilação.

Tendências de sustentabilidade

Por fim, é claro que um tema tão atual como a sustentabilidade não seria deixado de lado pela automação residencial. As soluções nesse sentido incluem gerenciamento inteligente de consumo de água, sistemas para recuperação de energia elétrica e sensores de iluminação de alta precisão. É a tecnologia trabalhando para reduzir o impacto do ser humano no planeta e ainda diminuir os gastos com energia e água.

Quem nunca sonhou em ter uma casa inteligente, que se ajusta automaticamente às suas necessidades e te ajuda a se sentir bem? Graças à automação residencial, esse sonho deve se tornar cada vez mais acessível.

Deixe um comentário